Fundos Cambiais

Os fundos cambiais são uma boa alternativa para quem quer se proteger contra a flutuação de uma moeda estrangeira, como o dólar ou euro, ou para quem quiser apostar na variação positiva de alguma delas.

 

Esse tipo de fundo deve manter pelo menos 80% do seu patrimônio em ativos relacionados a moedas estrangeiras ou variação cambial. Podem, inclusive, montar operações com derivativos. Não há a compra direta de moeda estrangeira diretamente. Os 20% restantes devem ser investidos em títulos de renda fixa prefixados ou atrelados ao CDI.

São do tipo aberto, ou seja, permitem aplicações e resgates, e possuem alta liquidez e volatilidade. Indicado para investidores com perfil moderado ou agressivo.

 

Custos

Taxa de administração: é cobrada uma para toda aplicação em fundos de investimento. Assim são remunerados os administradores, gestores e cobertos os custos operacionais para a manutenção do fundo.

Taxa de performance: existe normalmente em fundos com gestão ativa, e é cobrada pela rentabilidade adicional a um patamar previamente estabelecido.

Taxa de saída: cobrada caso o investidor resolva efetuar o resgate em um prazo inferior ao resgate previsto do fundo, se constar no regulamento.

 

Tributação

A cobrança de Imposto de Renda para fundos de investimento depende do prazo do investimento, sendo de curto ou longo prazo:

Fundos de Curto Prazo

São considerados de curto prazo aqueles cujo prazo médio seja igual ou inferior a 365 dias.

Fundos de Longo Prazo

São aqueles cujo prazo médio seja superior a 365 dias.

 

Come-cotas

O recolhimento do Imposto de Renda é feito semestralmente, no último dia útil dos meses de maio e novembro. Ele é calculado em cima do rendimento obtido em cada período, e é cobrado através de uma diminuição no número de cotas, equivalente ao valor financeiro do imposto. Por esse motívo, ele é chamado de “come-cotas”.

Na cobrança do come-cotas, o valor da alíquota utilizado é a menor de cada tabela correspondente (se for de curto prazo, 20%; longo prazo, 15%). E, no resgate, é retido o valor restante do período equivalente na tabela.

 

IOF

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) incide sobre operações com resgate inferior a 30 dias.

 

Como investir?

É bem fácil e rápido. O processo de abertura de conta leva apenas alguns minutos.

Para saber mais ou tirar quaisquer dúvidas, entre em contato com um dos nossos planejadores financeiros.

Converse com um especialista

Quando vale a pena investir em fundos de ações?

Quando vale a pena investir em fundos de ações?   Muitos investidores têm buscado a renda variável ao analisar o cenário de queda dos rendimentos da renda fixa no Brasil. Entretanto, alguns deles não têm experiência com o mercado e não se sentem seguros para montar a carteira sozinhos. Diante disso, os fundos de investimentos

7 Dicas para escolher os melhores fundos multimercados para você

7 Dicas para escolher os melhores fundos multimercados para você   Adquirir cotas de fundos de investimentos pode ser uma alternativa bastante interessante para muitos investidores. O primeiro passo para avaliá-la é entender os tipos de fundos do mercado. Existem, por exemplo, os fundos de renda fixa, os imobiliários, os fundos de ações e os

5 Opções de investimentos em renda variável para conhecer

5 Opções de investimentos em renda variável para conhecer   Os investimentos em renda variável costumam atrair a atenção de investidores que almejam aumentar suas chances de maiores rendimentos na comparação coma rentabilidade oferecida pela renda fixa. Contudo, ainda são muitas as pessoas que desconhecem as oportunidades disponíveis na renda variável. Neste artigo você acompanhará

WhatsApp chat